Pesquise no blog:

Carregando...

terça-feira, 30 de agosto de 2016

Use todo o poder necessário para manter-se leve...


“Leveza vem quando você é flexível. Então procure se ajustar rapidamente e isso o ajudará a ficar leve. Apenas faça o que a situação pede e tenha um pouco de tolerância aqui e ali. Use todo o poder necessário para manter-se leve. Diga o mínimo e, ainda assim, diga tudo que precisa ser dito. Quando pensamos muito perdemos clareza, perdemos energia e ficamos pesados. Pensamentos em excesso são uma carga. Aplique um ponto final no que aconteceu, siga em frente e não se deixe bloquear por nada.” 

Mohini Panjabi

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

A arte de ser sábio consiste em ignorar com inteligência...


Sábio não é aquele que acumula muitos conhecimentos e experiências, e sim aquele que sabe usar de forma eficaz cada coisa aprendida, e além disso é capaz de ignorar tudo aquilo que não é útil, que não lhe permite crescer para avançar como pessoa.

Viver é, no fim das contas, economizar e saber o que é importante. Agora, parece que a maioria de nós não aplica esta simples regra: segundo um estudo realizado pela Universidade de Harvard, as pessoas têm uma capacidade surpreendente de concentrar a sua atenção em coisas que “não estão acontecendo”. Isto é, nos preocupamos com aspectos que não são importantes, minando a nossa própria capacidade de sermos felizes no “aqui e agora”.

A primeira regra da vida nos indica que a pessoa mais sábia é aquela que sabe ser feliz e que é capaz de eliminar da sua existência tudo aquilo que lhe faz mal ou que não é útil.

A arte de saber ignorar não é nada fácil de aplicar em nosso dia a dia. Isso se deve ao fato de que ignorar supõe, muitas vezes, nos afastarmos de certas situações e inclusive de certas pessoas. Portanto, estamos frente a um ato de autêntica valentia, que vem precedido sempre de uma avaliação inteligente.

Ignorar é aprender a priorizar

Ser feliz é a arte da escolha pessoal. Podemos ter sorte em um dado momento, mas na maioria das vezes a felicidade vai depender de nós mesmos e das decisões que tomarmos.

Para isso, é necessário adquirir uma perspectiva não apenas mais positiva das coisas, como também mais realista, onde o autoconhecimento e a autoestima sempre serão fundamentais.

A vida é muito curta para nos alimentarmos de amarguras e de frustrações: descarregue as suas lágrimas, ignore as críticas e rodeie-se daqueles com quem você se importa e que acrescentem algo para você de verdade.

Como aprender a estabelecer prioridades

Para aprender a estabelecer prioridades é preciso dar a cada coisa que nos rodeia o seu autêntico valor. Não o que pode ter de forma objetiva, e sim o que pode acumular em função das nossas necessidades e desejos. Para isso, é preciso seguir estas dimensões.

Se para você é difícil escolher entre o que é importante e o que não é, é porque você tem um conflito interno entre as coisas que você quer e as que você sabe que lhe convêm.

Existe o medo de “ficar mal”, “ferir” ou inclusive de agir de uma forma diferente de como os outros esperam se nos atrevermos a quebrar vínculos.

Quanto maior o nível de estresse e ansiedade, mais difícil será estabelecer prioridades. Portanto, reflita sobre quais situações e quais pessoas têm valor real para você em momentos de calma pessoal, quando você se achar mais equilibrado e relaxado.

Pense naquilo que é importante para você e não para os outros; não tema as críticas alheias ou o que possam pensar em função das decisões que você quer tomar.
Entenda que priorizar não é apenas ignorar o que nos prejudica, é reorganizar a vida para encontrar espaços próprios para ser feliz.

Ignorar certas pessoas também é saudável

Segundo um trabalho interessante publicado na revista Live Science, os relacionamentos pessoais que causam estresse ou sofrimento afetam a nossa saúde mental. Experimentamos um aumento do cortisol no sangue e na pressão arterial, a ponto de aumentar o risco de sofrermos problemas cardíacos severos. Não vale a pena.

Aprender a ignorar quem não nos acrescenta nada

Não se trata de brigar, nem de usar ultimatos ou chantagens. Saber ignorar é uma arte que pode ser realizada com elegância e sem chegar a extremos desnecessários. Para isso, tenha em mente estes aspectos para refletir.

Não se preocupe com o que você não pode mudar: aceite que esse familiar continuará tendo essa atitude fechada, que o seu colega de trabalho vai continuar sendo intrometido. Deixe de acumular emoções negativas como raiva ou a frustração e limite-se a aceitá-los do jeito que são.

Ignore críticas alheias enquanto você aumenta a sua própria confiança. É muito provável que, na hora em que você decidir tomar distância de quem não interessa, apareça a rejeição. Entenda que as críticas não definem você, elas não são você. Fortaleça a sua autoestima e saboreie cada passo que você dá em liberdade, longe de quem o prejudica. É um triunfo pessoal.

Quando a ajuda é uma atitude interessada: é importante aprender a discriminar essas atitudes de supostos altruísmos. Há quem repita sem parar essa expressão de “eu faço tudo por você, para mim você é o mais importante”, quando na verdade a balança desse relacionamento sempre pende para um lado que não é o seu. Nunca existe o equilíbrio.

Quanto mais leve, melhor. Na vida, vale a pena contar com “pessoas” e não acumular “gente”, portanto, priorize e avance leve: leve de aborrecimentos, raiva, frustrações e principalmente de pessoas que, longe de valer a alegria, só valem penas e distâncias.

A arte de ser sábio é compreender quais vínculos é melhor deixar de alimentar sem ter nenhum peso na consciência por ter dito “não” a quem jamais se preocupou em dizer “sim”.

Texto de Valéria Amado


quarta-feira, 24 de agosto de 2016

No momento em que você se sente ferido por outra pessoa...


Tomando Consciência: No momento em que você se sente ferido por outra pessoa, você vê o mundo e a si mesmo a partir da perspectiva dos outros e, em seguida, se coloca na posição de julgar. Você se sente inquieto e irritado e às vezes confuso, porque existe no mundo uma imagem de você a qual não sente ser a sua verdade. Você concorda com a sua percepção interna. A resposta a este problema é: deixar que o outro tenha a sua percepção. Permita a maneira de perceber do outro, não importa quão limitado seja para os seus olhos. Você não deve tentar corrigir o ponto de vista do outro. Você não tem que fazer isso. Não é de sua responsabilidade. Quando você se livrar dessa "obrigação", o espaço em torno de você expande-se consideravelmente.

Maiana Lena
imagemdaqui

terça-feira, 23 de agosto de 2016

O que seus guias espirituais estão tentando lhe dizer...


Os guias espirituais são ajudantes espirituais adoráveis, e todos nós temos. Eles podem nos dar visão de qualquer situação e ajudar-nos a criar uma vida c mais alegre.

Como um médium, eu comecei a comunicação com guias espirituais há mais de 20 anos atrás. Nesse tempo, eu tenho compartilhado milhares de mensagens que canalizo do reino espiritual para ajudar as pessoas a ganharem mais clareza sobre suas vidas.

Aqui estão quatro mensagens que guias espirituais querem que você saiba para ajudar a tornar sua vida mais fácil e pacífica:

1. Você é suficiente do jeito que é
Muitos de nós estamos focados em constantemente nos esforçarmos para sermos melhores. Queremos ser pessoas, pais e cônjuges melhores. Queremos ser mais ricos e mais fortes, mais sábios e mais bonitos.

Esforçar-se para melhorar é ótimo, mas os seus guias espirituais querem que você saiba que você é suficiente. Enquanto você cresce, se desenvolve e explora a vida, lembre-se de apreciar quem você é agora. Você é uma bela alma divina, fazendo o melhor que pode em sua vida. Isso é o suficiente.

2. Tudo está te ajudando de alguma forma
Cada pessoa e acontecimento em sua vida irão ajudá-lo de alguma forma, você percebendo ou não. Dos trabalhadores que constroem as ruas você pelas quais você dirige até a mulher irritante no trabalho … tudo está te ajudando de alguma maneira.

Ao encontrar uma situação ou pessoa difícil, seus guias espirituais sugerem que você pergunte: “Como isto está me ajudando?” Em seguida, tire um tempo para ouvir seu interior e permitir que a resposta venha até você. Você vai se surpreender com quanta paz e clareza pode sentir sobre uma situação anteriormente indesejável, uma vez que percebe como, em última análise, ela está te ajudando.

3. Há sempre tempo para VOCÊ
Você costuma se sentir apressado? Você sente que quando termina sua lista de coisas a fazer, não há tempo de sobra para você? Você se preocupa em ser muito velho, ou não ter tempo suficiente para fazer grandes mudanças em sua vida?

Os guias espirituais querem que você saiba que não há pressa. Você não perdeu tempo e não está se movendo muito lentamente. Tudo acontece no tempo divino, e há tempo de sobra para você fazer tudo o que quer em sua vida. Quando você se sentir apressado, respire fundo e lembre-se: “Há sempre tempo para mim.”

4. Você é amado
A mensagem mais importante que os guias espirituais têm para você é que você é amado. Todos nós temos momentos em que nos sentimos sozinhos ou como se carregássemos o peso do mundo sobre nossos ombros. Você pode liberar esse fardo autoimposto, lembrando que os seus guias espirituais estão sempre lá nos bastidores te ajudando. Peça por sua ajuda, confie que você vai obter as respostas e assistência que precisa e saiba que você não está sozinho. Você é amado imensamente, em cada momento de cada dia.

Mensagens de guias espirituais são sempre amorosas e irão ajudá-lo a ver sua situação de uma perspectiva mais positiva.

Quais dessas mensagens mais te tocou hoje?


Traduzido pela equipe de O Segredo
Fonte: Mind Body Green


segunda-feira, 22 de agosto de 2016

A verdadeira autoestima...


Existem muitas técnicas no mercado da autoajuda que confundem autoestima com poder social. A autoestima verdadeira é uma consequência da reconexão com a essência que vem da transcendência do ego. Entretanto, muitas técnicas que dizem melhorar a autoestima, na verdade, te ensinam apenas a fortalecer o seu ego para você ter poder, conquistar, ser guerreiro, ser o tal. Sem problemas, se isso é importante para você, faça.Viva todas as estratégias de poder do ego, fortalecendo-o.Jogue, manipule, torne-se egocêntrico.Vai chegar um momento em que você irá se cansar pois perceberá que essas estratégias são apenas anestésicos que te trazem uma empolgação efêmera, mas não realizam o seu Ser.Quanto mais você amadurece, percebe que anestésicos são temporários e que o que realmente o preenche é a conexão com sua essência. É nesse momento em que Ser é mais importante do que desejar, em que a alegria real não é mais confundida com excitação efêmera, que a meditação acontece e a consciência se transforma. É nesse momento que a verdadeira amorosidade brota.

Com amor, leveza e alegria,

Gisela Vallin

sábado, 20 de agosto de 2016

Desprenda-se de uma relação que acabou...escolha a solução...


A sua história pobre foi...
A separação foi um processo difícil. Vê-lo com outra parceira, anos mais jovem, uma ferida na autoestima. Saber que eles viajavam e se divertiam ,enquanto ela sentia que tinha uma vida vazia , fez perder a motivação para cuidar de si mesma.

O maior sofrimento era questionar os motivos, as razões, onde havia errado. Questionava suas capacidade de amar e ser amada. Já se passaram 10 anos e ela continuava lutando com a situação sem tocar sua vida para frente.

A situação já passou, mas prolongamos a sua dor, porque ao invés de colocar nossa atenção ao PRÓXIMO MOMENTO, aquilo que queremos vivenciar de RENOVADO em nossa vida, ficamos presos . Nos tornamos cárceres de nosso sentimento de rejeição. Num círculo vicioso, que começa com insistentes "porquês " , que levam a infinitas explicações, que nunca geram alívio, continuamos a nos interrogar - Onde errei? E retornamos aos massacrantes " porquês " novamente. 

O ESGOTAMENTO de energia nos impede de atrair o NOVO. Estamos presos no drama, andando em círculo numa CELA PESSOAL.

Desprender-se é um ato que encerra muito mais poder do que agarrar-se a algo. Temos que criar um círculo virtuoso que começa com uma afirmação - Tudo é como tem que ser. NÃO é bom, nem ruim . Apenas é. Depois uma decisão - O que faço para sair daqui? Deixar a sua mente criar possibilidades de libertação e novamente afirmar - Tudo é como tem que ser. Este novo ciclo, vai renovando energias e libertando as paredes invisíveis da prisão mental.


A solução rica foi...
Ao eliminar o círculo vicioso , ganhou sua libertação de 10 anos de cárcere privado, a vida nunca para lá fora. A abundância de possibilidades começaram a se apresentar. Foi fazer aulas de inglês, casou com um colega colombiano. Foi morar em Boston. Vem ao Brasil apenas em datas especiais.
O novo se apresenta sem demora, mas APENAS para aqueles que são livres.

Deixe chegar e deixe partir sem resistência...
Isso é um Movimento Perfeito.

Rosalia Schwark 


Você que escolhe...

quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Viva o momento...


“(...) Você precisa aprender a gostar daquilo que está acontecendo. Chamo a isso de maturidade. Você precisa gostar daquilo que já está presente. A imaturidade é ficar vivendo nos “poderias” e nos “deverias” e nunca vivendo naquilo que “é” – aquilo que “é” é o caso, e o “deveria” é apenas um sonho.
Tudo o que for o caso, é bom. Ame isso, goste disso e relaxe nisso. Quando algumas vezes vier a intensidade, ame-a. Quando ela for embora, despeça-se dela. As coisas mudam… A vida é um fluxo. Nada permanece o mesmo; às vezes há grandes espaços e às vezes não há para onde se mover. Mas as duas coisas são boas, ambas são dádivas da existência. Você deveria ser grato, reconhecido por tudo o que acontece. Desfrute o que for. É isso que está acontecendo agora. Amanhã poderá mudar, então desfrute aquilo. Depois de amanhã algo mais poderá acontecer. Desfrute-o. Não compare o passado com as fúteis fantasias futuras. 

Viva o momento. Às vezes é quente, às vezes é muito frio, mas ambos são necessários; de outro modo, a vida desapareceria. Ela existe nas polaridades.”


 Osho
imagemdaqui


quarta-feira, 17 de agosto de 2016

A vida passa num instante...


Que seja doce. A vida passa num instante. Daqui a dois segundos vão ter se passado trinta anos e você vai olhar para trás e pensar a quantidade de tempo que perdeu pensando em bobagem. Se preocupando com inutilidades. Se culpando por coisas que não eram sua culpa. O tempo vai passar e você vai olhar pra trás e vai ver que a vida era boa e que você era abençoado. E você vai se lembrar dos dias, intermináveis dias, em que se perguntou o sentido da vida e se lamentou dos desafios na tridimensionalidade. E neste dia, com rugas no rosto e lágrimas nos olhos, você vai desejar ter vivido mais, e melhor. Ter aproveitado mais a presença de pessoas que não estão mais com você. E você vai perceber que o amargo da vida era exatamente o que a fazia também ser doce. E, finalmente, você vai perceber que não vê a hora de nascer de novo neste lindo planeta chamado Terra, neste tempo e neste espaço, só pra sentir tudo de novo. Porque a vida faz sentido mesmo quando é sentida.

Flávia Melissa


terça-feira, 16 de agosto de 2016

Desarmonias em família...



"Incrível, mas são as desarmonias em família que 'produzem' mais enfermos. Há casos em que as mesas são fartas, mas há uma 'fome' geral de alegria. Em vez de reconhecimento, ficam anos trocando as mesmas farpas de pequenos erros antigos. Dentro do lar não pode haver fartura nem miséria que justifique braços sem abraços, vozes que jamais dizem 'eu te amo', olhos que nunca são usados para ver Deus no outro."

Enio Maçaki Hara
imagemdaqui

segunda-feira, 15 de agosto de 2016

Sobre a responsabilidade...


Seus pais estavam fazendo alguma coisa porque eles foram ensinados a fazer essas coisas. Eles foram criados por pais também, não vieram diretamente do céu. Então, qual é a razão de jogar a responsabilidade no passado? Isso não vai ajudar a resolver qualquer problema. Vai ajudar apenas a aliviá-lo da culpa. Essa é a parte boa, a parte benéfica da psicanálise. Aliviá-lo da culpa. E a parte prejudicial é que não faz você se sentir responsável. Eu vou ensinar a você responsabilidade.
O que quero dizer com responsabilidade? Você não é responsável por seus pais, não é responsável por nenhum deus (dos egos, dos eus), não é responsável por nenhum padre ou similar - você é responsável por seu ser interior. Responsabilidade é liberdade! A responsabilidade é a ideia de que “eu tenho que pegar as rédeas da minha vida em minhas próprias mãos. Chega de meus pais, tudo o que eles podiam fazer eles fizeram, bom e ruim, eles fizeram ambos. Agora eu me tornei uma pessoa madura. Eu devo assumir tudo em minhas próprias mãos e começar a viver do jeito que as coisas surgem para mim. Eu devo dedicar toda a minha energia para a minha vida agora”. E logo você vai sentir uma grande força que chega até você.
A culpa faz você se sentir fraco. A responsabilidade faz você se sentir forte. Responsabilidade dá a você o coração de novo, a confiança.

Osho
imagemdaqui


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...